Energisa doa cestas básicas para famílias e instituições de Cataguases, Leopoldina, Manhuaçu, Muriaé e Ubá
24/06/2021 16:37 em Solidariedade

Em 24/06/2021 às 16:03 - Matéria nos enviada por email

Por Comunicação Social Energisa - Gerência de Comunicação

A imagem da capa do site Multisom é meramente ilustrativa e foi retirada da própria matéria

 

  • Serão ao todo 900 cestas básicas, em três meses.
  • Colaboradores da concessionária contribuíram com recursos para aquisição dos alimentos;

 

A Energisa Minas Gerais entregou, neste mês de junho, 300 cestas básicas a instituições e famílias em situação de vulnerabilidade de cinco cidades da área de concessão da Energisa em Minas Gerais: Cataguases, Muriaé, Manhuaçu, Leopoldina e Ubá.

 

Trata-se da segunda etapa da ação humanitária de combate à fome realizada pela Energisa. A iniciativa faz parte do movimento Energia do Bem, criado pela própria empresa para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela Covid-19. A ação conta com um ingrediente especial: o voluntariado dos colaboradores da concessionária, que contribuíram com parte dos recursos para aquisição dos mantimentos. O conceito da iniciativa é inovador, pois funciona através do financiamento coletivo (matchfunding), em que, a cada real que o colaborador doa, a empresa coloca mais um real. Nessa ação, mais de um milhão de reais foram arrecadados em conjunto.

 

Eduardo Mantovani, diretor-presidente da Energisa Minas Gerais, conta que a adesão dos colaboradores ao movimento Energia do Bem foi expressiva e mostra que carregam em si os valores da empresa como o compromisso com a comunidade, o hoje e o futuro. "Temos orgulho em ver como nossos colaboradores são engajados e querem ajudar a nossa comunidade. Com a união dos recursos estamos alcançando o dobro de famílias do que na primeira etapa", completou Mantovani. O Grupo Energisa vai doar 14 mil cestas nos onze estados onde atua, totalizando 329 toneladas de alimentos.

 

 

Mantovani acrescenta que outro diferencial dessa iniciativa é a continuidade da doação, que se estenderá por três meses - junho, julho e agosto - para as mesmas famílias, totalizando 900 cestas básicas. Serão aproximadamente 5 toneladas de alimentos que visam reduzir os efeitos causados pela pandemia no estado que, segundo levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, estaria fazendo que 19 milhões de brasileiros passem fome no país, especialmente os lares chefiados por mulheres em que 11,1% afirmaram estar passando fome.

 

"Ter a certeza de que nos próximos meses a família vai ter algo fundamental como a alimentação dá energia para buscar formas de suprir a renda, mas sobretudo, dá esperança de que esse momento difícil vai passar", afirmou o diretor-presidente.

 

Gleicimara dos Santos, uma das beneficiadas no bairro São Vicente, em Cataguases, agradeceu à Energisa. "Tenho três filhos pequenos e ajudo em casa fazendo faxina ou de babá. A pandemia prejudicou muito. Chegamos em um ponto de não ter nada em casa. Hoje estamos sem almoço. Compramos o gás e faltou dinheiro para a comida", contou ela.

 

A iniciativa conta com o apoio da Associação Fraterna de Assistência aos Necessitados - AFAN Cataguases, Lar São Vicente de Paulo em Cataguases, Lar João de Freitas em Ubá, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Leopoldina e de Manhuaçu e Pastoral Social de Muriaé, responsáveis pelo mapeamento dos beneficiados através de diagnóstico socioeconômico. As demais famílias indicadas pelas instituições receberão a primeira ainda neste mês de junho.

 

Outras iniciativas do Bem

O movimento Energia do Bem foi criado pela Energia para viabilizar diversas ações que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela Covid-19 e está presente nos 11 estados em que a empresa atua.

 

Aqui em Minas, na frente da saúde, foram doadas máscaras do tipo N95, protetores faciais e álcool gel a hospitais, disponibilizados recursos para a Fiocruz produzir testes rápidos para diagnóstico da doença, além da doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para instituições que cuidam de idosos entre outras. Hospitais de Minas também receberam a doação de 18 ventiladores pulmonares para o tratamento de Covid-19. Serão doados também 47 equipamentos de refrigeração - Câmaras Frias, Freezers e Geladeiras - aos municípios da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, em parceria com o movimento Unidos pela Vacina.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE
Google