Vaticano reconhece segundo milagre e Irmã Dulce será proclamada santa
14/05/2019 16:32 em Religião/Crença

 

Milagre é atribuído à intercessão da beata conhecida como "o anjo bom da Bahia", recordada por sua obras de caridade e de assistência a pobres e necessitados

 

Estadão Conteúdo/Site Estado de Minas

Postado em 14/05/2019 10:29 / Atualizado em 14/05/2019 10:59

A imagem da capa do site Multisom foi retirada de arquivos da internet/Google

 

 

O Papa Francisco assinou nesta segunda-feira, 13, um decreto que reconhece o segundo milagre atribuído a Irmã Dulce e fará com que ela seja proclamada santa. Irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011.

 

A informação foi divulgada pelo Vatican News, canal oficial de comunicação da Santa Sé. O site afirma que a canonização da Irmã Dulce acontecerá em celebração solene de canonizações. 

 

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta segunda-feira, o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, cardeal Angelo Becciu, e autorizou a promulgação do decreto.

 

O milagre é atribuído à intercessão da Beata Dulce Lopes Pontes (nome de batismo: Maria Rita Lopes de Sousa Brito), conhecida como Irmã Dulce - "O Anjo bom da Bahia", recordada por sua obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados. 

 

Religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, a Beata Irmã Dulce nasceu em Salvador em 26 de maio de 1914 e ali faleceu em 22 de maio de 1992. 

 

Outro decreto publicado diz respeito a outro brasileiro, atribuído às virtudes heroicas do Servo de Deus Salvador Pinzetta (nome de batismo: Hermínio Pinzetta), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; nascido em Casca, no Rio Grande do Sul (Brasil) em 27 de julho de 1911 e falecido em Flores da Cunha (RS) em 31 de maio de 1972.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE