Veja como foi a entrevista do candidato Adalclever Lopes ao Estado de Minas
13/09/2018 16:08 em Política

 

 

"Diminuir o estado o máximo possível é saída para crise", afirmou o presidente da Assembleia na terceira da série de entrevistas com todos os candidatos ao governo de Minas

 

 

 

 

Na terceira da série de entrevistas do Estado de Minas e Portal Uai com os candidatos ao governo de Minas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adalclever Lopes (MDB), de 52 anos, afirmou na tarde desta quarta-feira, que, para garantir o pagamento do funcionalismo em dia e o piso nacional para os professores, é preciso reduzir a máquina do estado. “Diminuir o estado o máximo possível é saída para crise”, declarou. “Se eu disser que vou resolver esses problemas imediatamente, estarei mentindo.”

 

Não podemos falar em prioridade; se é pagar o piso ou pagar funcionalismo no quinto dia útil. A Prioridade é cortar despesas”, afirmou. “Somente após reduzir as despesas, podemos solucionar problemas do caixa estadual”, disse. Adalclever lembrou o ex-presidente Itamar Franco, que, quando governador, afirmava: “É preciso gastar menos do que arrecada”

 

O candidato destacou que o governo do estado tem a receber cerca de R$ 140 milhões em compensações da Lei Kandir, lembrando que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu a favor de Minas nesse caso. Segundo ele, com a dívida do estado com a União, de R$ 10 milhões, ainda haverá um saldo de R$ 40 milhões. “E é isso que nós vamos fazer. Buscar no governo federal esse dinheiro.”

 

Adalclever se coloca como uma terceira via nas eleições como forma de pôr fim à polarização na política estadual. “A população não aguenta mais essa guerra entre PT e PSDB. A Cidade Administrativa é um dos exemplos que ilustram essa guerra. Afirmo que trabalharei lá.”

 

Chefe de Gabinete da Segurança Pública do governo Itamar, Adalclever se posiciona contra a integração das polícias Militar e Civil. “Temos a melhor polícia Militar do Brasil, mas a Polícia Civil está sucateada. A integração, se houver, deve ocorrer já na academia. Hoje, a formação dos policiais é diferente. Defendo a integração da inteligência na segurança pública.”

 

Para o deputado, somente com uma inteligência eficiente é possível enfrentar o crime organizado, os assaltos aos caixas-eletrônicos e impedir a entrada de facções, como o PCC e o Comando Vermelho, no estado”.

 

Em relação à saúde, Adalclever afirmou que é preciso investir na saúde primária. Com isso, pretende adotar um programa similar ao Mais Médicos do governo federal. “Temos de levar médicos para todo o estado, priorizando os profissionais mineiros.”

 

SÉRIE

 

Na série e entrevistas, iniciada nessa terça-feira, já foram ouvidos os candidatos João Batista Mares Guia (Rede) e Claudiney Dulim (Avante). Amanhã, às 14h, será a vez do governador Fernando Pimentel (PT), candidato à reeleição, e Dirlene Marques (Psol), às 17h. As entrevistas são transmitidas ao vivo, pela internet, na página do Estado de Minas no Facebook (facebook/estadodeminas). Elas também estarão disponíveis até as eleições no portal do jornal (em.com.br) e no Portal Uai (uai.com.br).

 

 

Por Estado de Minas/Site Estado de Minas

Postado em 12/09/2018 13:01 / Atualizado em 12/09/2018 15:34

A imagem da capa do site Multisom foi retirada de arquivos da internet/Google

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE